Centro de noticias

mar 22, 2020

Carta de Frans van Houten, CEO da Philips, sobre o surto de COVID-19

Estimated reading time: 5-7 minutes

Ámsterdam, Países Bajos – Com o epicentro do surto de coronavírus (COVID-19) a mudar da China para o Ocidente, queria atualizar-vos sobre como a Philips está a responder a esta situação em constante evolução. A OMS classificou o surto como uma pandemia, mas continua a reiterar que ainda é controlável. Embora esteja muito preocupado com a situação, desde que o mundo se mobilize e colabore adequadamente, continuamos a corroborar da opinião da OMS. Nunca é demais realçar que esta é uma prioridade para todos nós na Philips. Mobilizámos os nossos recursos globais para cumprir o triplo dever de cuidado da Philips: continuar a responder às necessidades cruciais dos clientes, garantir a saúde e a segurança dos nossos funcionários e garantir a continuidade do negócio.

 Necessidades do cliente

A Philips estabeleceu uma task force global e task forces regionais que estão ativamente a monitorizar e a apoiar diariamente as operações da Philips, e a trabalhar com os clientes para ajudar a garantir um apoio contínuo e seguro para responder às suas necessidades, devidamente em conformidade com as recomendações das autoridades de saúde. Para além de implementar medidas e protocolos rigorosos para garantir que os nossos engenheiros possam apoiar os clientes de forma segura, estamos a trabalhar atentamente para fornecer aos profissionais de saúde orientações clínicas atualizadas relacionadas com a utilização dos nossos produtos e soluções profissionais de saúde.

Medidas para manter os nossos funcionários em segurança

A Philips implementou medidas de higiene pessoal em toda a organização, paralelamente com restrições de viagens de negócios para e desde áreas de elevado risco. Para além disso, implementámos um protocolo global de teletrabalho para todos os funcionários cujas funções podem ser executadas remotamente e que estão equipados para isso. Essa medida também ajudará a manter um ambiente de trabalho seguro para colegas que estão a realizar atividades fundamentais ao negócio e precisam de estar na Philips para o fazer. Essas atividades incluem a produção, cadeia de distribuição e determinadas atividades de R&D.

 

Continuidade do negócio

A Philips mantém um Sistema de Gestão da Continuidade de Negócios (SGCN), que é alinhado e certificado pela norma ISO 22301: 2012. Estamos constantemente a rever as medidas de prevenção com base nas diretrizes da OMS e das autoridades nacionais.
 

Apesar da pandemia de COVID-19, a Philips tem conseguido manter as suas operações comerciais em todo o mundo. Como era esperado, estamos a assistir a uma redução da procura do nosso portfólio de produtos de consumo nas regiões mais afetadas e um aumento da procura pelo nosso portfólio profissional de saúde.

A Philips possui uma presença equilibrada em todo o mundo, com fábricas na América do Norte, América Latina, Europa e Ásia, incluindo várias na China. De acordo com o nosso sistema de continuidade de negócios, implementámos os protocolos de segurança relevantes em todos os locais do mundo.
 

Estamos a aumentar a nossa produção na China desde o reinício em fevereiro de 2020, onde estamos agora acima de 80% da capacidade de utilização. Para responder à crescente procura pelos nossos produtos e soluções profissionais de saúde, em todo o mundo, estamos no processo de aumentar a sua produção e distribuição. Em particular, no que se refere a determinados sistemas de diagnóstico por imagem, monitores e ventiladores - veja abaixo. Estamos a trabalhar em estreita colaboração com os nossos fornecedores para garantir o fornecimento de materiais para alimentar os nossos próprios locais de fabrico e os nossos fornecedores de produtos acabados.

 

Como podemos ajudar a fazer a diferença

Tenho orgulho no esforço que os nossos funcionários em todo o mundo estão a fazer para apoiar os profissionais de saúde e os seus pacientes na luta contra o COVID-19. Temos um vasto portfólio de produtos, serviços e soluções que podem ajudar a responder às necessidades de preparação, resposta e recuperação de uma doença respiratória infeciosa como o COVID-19, incluindo:
 

  • Soluções fundamentais para o tratamento de doenças respiratórias. Que incluem soluções de monitorização de pacientes para monitorar os seus sinais vitais e detetar alterações sutis, para além de ventiladores e consumíveis médicos para ventilação invasiva, não invasiva e mistas para tratar uma ampla gama de condições respiratórias.
  •  Sistemas e serviços de diagnóstico por imagem, incluindo diagnóstico móvel, raios X e ecografia para ajudar a diagnosticar problemas respiratórios.
  • Soluções de telessaúde para UTI e soluções para conectar cuidadores e pacientes em casa.
     

A Fundação Philips também está a ajudar no combate ao surto de COVID-19. A Fundação Philips é a plataforma central para as atividades de responsabilidade social da Philips, baseada na crença de que, através da inovação e da colaboração, podemos resolver alguns dos desafios mais difíceis do mundo e fazer a diferença onde realmente importa. Em janeiro, a Fundação doou um conjunto de equipamentos de diagnóstico por imagem, monitorização de pacientes e terapia respiratória ao Hospital Thunder God Mountain em Wuhan, na China. Atualmente, a Fundação está a trabalhar em estreita colaboração com as equipas da Philips no Quénia, Sudão do Sul e Itália para apoiar os seus sistemas nacionais de saúde, todos eles profundamente afetados.
 

A nossa missão de melhorar vidas é agora mais relevante do que nunca. Gostaria de agradecer aos nossos funcionários, clientes e parceiros por manterem o foco durante estes tempos difíceis e pela sua colaboração contínua. Juntos podemos fazer a diferença.

Com os melhores cumprimentos,

Frans van Houten

CEO Royal Philips

Share on social media

Topics

Contact

César García Requena

Brand & Communications Manager

Health System

Philips Ibérica

Tel : +34 91 566 95 25

More related news