Centro de notícias | Portugal

Reformulação de Ambientes Clínicos e de Prestação de Cuidados de Saúde

mar 24, 2021 - Reading time 4-6 minutes
Este artigo foi elaborado pela Philips, em colaboração com a Insider Studios, e publicado na Insider em março de 2021.


Numa altura caracterizada por enormes convulsões e por uma pressão sem precedentes nos sistemas de saúde, os modelos de prestação de cuidados foram testados, desmantelados e rapidamente adaptados de forma a conseguirem lidar com a incerteza e com a imprevisibilidade. Para os gestores de topo dos sistemas de saúde, o processo evidenciou obstáculos, mas também oportunidades de crescimento. Neste momento, verificamos que os ecossistemas de saúde com hospitais interligados e digitalmente inteligentes podem tornar-se centros de informação de saúde para comunidades mais alargadas. Estes ecossistemas irão aliar os cuidados de origem hospitalar em ambiente domiciliar a experiências envolventes dos utentes e a modelos de serviços independentes no que diz respeito a dispositivos e configurações.
CareColabCenter

Construímos um ecossistema virado para o futuro no setor da saúde

A pandemia mostrou-nos a importância de melhorarmos a monitorização remota e a escalabilidade das unidades de cuidados intensivos (UCI) e não-intensivos e das instalações de testagem e triagem (e, agora, dos centros de vacinação), bem como de possibilitarmos transições ininterruptas de prestação de cuidados em ambiente intra e extra-hospital. Num futuro próximo, as tele-UCI em hospitais de maior dimensão estarão interligadas a instalações móveis e a centros de base comunitária através de uma única infraestrutura digital. O pessoal destes centros de coordenação da prestação de cuidados apoiará o fluxo de pacientes e gerirá recursos remotamente para enviar médicos e equipamentos para onde sejam mais necessários.

 

Os futuros sistemas de saúde de elevado desempenho serão concebidos de modo a aproveitar dados e novas tecnologias, a fim de melhorar a saúde e o bem-estar, digitalmente, e prestar melhores cuidados de saúde através de diagnósticos de precisão, telessaúde e cuidados virtuais de origem hospitalar em ambiente domiciliar. O hospital do futuro, em vez de ficar situado num determinado local, é uma rede descentralizada, mas interligada, de unidades de cuidados e de opções de cuidados virtuais. É suficientemente flexível para prestar cuidados extremamente complexos a um grande número de novos pacientes em instalações em desenvolvimento, continuando a prestar cuidados de rotina e facultativos à restante população. 

Cuidados de maior qualidade, mais acessíveis e mais cómodos

A prestação de cuidados continuará a sofrer uma transformação a nível global. As unidades móveis poderão vir até à porta de um paciente, para um profissional de saúde poder realizar um exame presencial na viatura e receber conselhos remotamente de um médico através de uma sessão de vídeo. A Philips está a testar este conceito de "o hospital vem ter consigo" com unidades móveis nas cidades japonesas de Aomori e Ina, onde existe uma população em processo de rápido envelhecimento e escassez de instalações médicas e de profissionais de saúde. Na Índia, a Philips trabalhou com parceiros locais para conceber e implementar um solução de UCI móvel. O Masina Heart Institute utiliza esta solução de UCI transportável pré-fabricada como unidade separada de cuidados cardíacos avançados, para tornar os procedimentos cardíacos viáveis, prestando simultaneamente cuidados a doentes com COVID-19.
HospHome
Prototype mobile healthcare unit
Mesmo que não existissem os desafios decorrentes de uma pandemia, neste momento é necessário, mais do que nunca, um melhor acesso aos cuidados de saúde. Nos Estados Unidos, a Philips está a trabalhar com o ATLAS (Promoção da Telessaúde por meio de Estações de Acesso Local) do Gabinete de Apoio aos Veteranos. O Programa ATLAS torna os cuidados de saúde mais acessíveis para os veteranos que habitam em zonas rurais, para estes não se verem obrigados a percorrer longas distâncias até terem acesso a um hospital.

Ecossistema dinâmico de cuidados de saúde de origem hospital em ambiente
domiciliar

Os cuidados de saúde irão igualmente tornar-se mais personalizados e centrados no paciente. A tecnologia de saúde digital e remota pode promover uma abordagem mais holística, longitudinal e, em última análise, rentável no ambiente domiciliar, com menores custos. Num modelo de cuidados virtuais, os pacientes que utilizem biossensores podem ser continuamente monitorizados em casa, o que permite um melhor controlo sobre a população de pacientes e uma menor pressão nas UCI.

 

Para os que tenham doenças crónicas ou tenham recebido recentemente alta hospitalar, há sensores biométricos que podem transmitir continuamente sinais vitais, como o ritmo cardíaco e respiratório, a algoritmos que irão notificar equipas de prestação de cuidados, em caso de agravamento. Esta tecnologia já está disponível, e os hospitais podem começar a prever em que altura os pacientes podem precisar de cuidados médicos, bem como onde e quando vão precisar de camas, equipamento ou pessoal suplementar. Neste ecossistema digital interligado e centrado no utente, os prestadores de cuidados podem igualmente promover aspetos comportamentais relativos à saúde, tornando os cuidados de saúde mais pró-ativos, em vez de serem tão reativos, com vista à obtenção de melhores desfechos clínicos.

Cocriação do futuro dos cuidados de saúde

Existe uma clara necessidade de reformular os cuidados com uma abordagem ecossistémica que abranja todo o percurso, do hospital até ao ambiente domiciliar. Para lidar com essas mudanças fundamentais, a gestão de topo do setor da saúde está a repensar as suas estratégias comerciais para conseguir economias de escala, transformar dados díspares em ações concretas e conduzir experiências tranquilas e abordagens assentes no bem-estar, a fim de promover a saúde da população. A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Temos as capacidades e o conhecimento que nos permitem adaptar e adotar novas tecnologias que disponibilizem de forma universal melhores cuidados, a qualquer hora e em qualquer lugar. Para conseguir um ecossistema de cuidados maduro, a gestão de topo do setor da saúde precisa de soluções integradas, melhoria do fluxo de trabalho, modelos de negócios flexíveis e parcerias estratégicas, para manter saudáveis os seus pacientes, colaboradores e negócios.

 

Obtenha mais informações sobre a forma como a Philips pode estabelecer parcerias estratégicas com o seu sistema de saúde, para reformular ambientes clínicos e de prestação de cuidados de saúde. Vamos ajudá-lo a liderar.

 

# # #

 

Ressalvamos que nem todos os produtos ou serviços estão disponíveis em todas as áreas geográficas.